domingo, maio 08, 2005

Rua de Quebra-Costas



Para quem não sabe, o nome desta famosa rua do Centro Histórico não está ligado ao facto da sua subida ser difícil ou de se partir as costas ao subi-la, mas sim ao facto de esta rua vir cortar a encosta muito íngreme que ali existe.
Só possuímos referências conhecidas para esta rua no século XVII, no entanto, penso que deve ter sido construída ainda durante o século XV. Neste século estavam já activas as duas praças da vila – a Praça Nova no Castelo, mas fora de muralhas e a Praça do Arrabalde, actualmente, o largo da Junta de Freguesia de Nossa Senhora da Vila. A Rua do Quebra-costas seria assim a via mais directa para ligar estes dois importantes pólos das actividades sociais e económicas de Montemor quinhentista.

Aconselha-se aos visitantes de Montemor a evitarem a subida ao Castelo por esta rua. Não se partem as costas, mas que o coração, os pulmões e as pernas chegam lá em muito mau estado, isso chegam!

8 comentários:

Guida Alves disse...

Creio que a primeira vez que fui ao Castelo, há uns largos anos, o fiz por aqui, mas... de carro!...:D

Manuela Pereira disse...

Esta rua só pode ser percorrida, de carro, em metade do percurso. A parte final da rua é em escadas. E essas sim são bem difíceis de transpor.

Baphomet disse...

subam devagar e apreciem a paisagem

Guida Alves disse...

Opsss... Lá terei que ir mesmo a pé.

Marcos Osorio disse...

Já foste ao Quebra Costas de Coimbra?
É por lá que se sobe ao Palácio Sub-Ripas, onde se encontra instalado o Instituto de Arqueologia da F.L.U.C.
Por acaso tem um barzinho jeitoso a meio da subida.
Gostei da explicação para o nome.

Artur Henriques disse...

Quebra costas... Isso é mito.. Eu subi isso todos os dias durante 6 meses... Já agora não há oponentes para as nossas corridas de Verão Quebra costas assima, faltam-nos adversarios, depois de jantar não a melhor actividade fisica do que essa...

Já agora recomenda-se que antes de começarem a subir vão a Tasca Pinto "abastecer" para tão longa viagem.

Lisdengard disse...

pois pois, não lhe liguem! Não vão abastecer à tasca do pinto senão então é que não vão lá!! (exp. própria!!)

jpb disse...

Eu, cá por mim, recomendo a subida por essa rua. A recompensa da vista e do sossego, no topo, ainda é mais valorizada. Haja pulmões, que às pernas só faz bem!!
Parabéns pelo blogue.